Eles dizem
Home / Diga você também / donas / Theme


Bom, criamos este tumblr em 2/10/2011 porque somos admiradoras de poesias, poemas, frases e textos com autores masculinos. Vamos mantê-lo com carinho e, esperamos que possam admirá-los, assim como nós.




Meu maior medo é viver sozinho e não ter fé para receber um mundo diferente e não ter paz para se despedir. Meu maior medo é almoçar sozinho, jantar sozinho e me esforçar em me manter ocupado para não provocar compaixão dos garçons. Meu maior medo é ajudar as pessoas porque não sei me ajudar. Meu maior medo é desperdiçar espaço em uma cama de casal, sem acordar durante a chuva mais revolta, sem adormecer diante da chuva mais branda. Meu maior medo é a necessidade de ligar a tevê enquanto tomo banho. Meu maior medo é conversar com o rádio em engarrafamento. Meu maior medo é enfrentar um final de semana sozinho depois de ouvir os programas de meus colegas de trabalho. Meu maior medo é a segunda-feira e me calar para não parecer estranho e anti-social. Meu maior medo é escavar a noite para encontrar um par e voltar mais solteiro do que antes. Meu maior medo é não conseguir acabar uma cerveja sozinho. Meu maior medo é a indecisão ao escolher um presente para mim. Meu maior medo é a expectativa de dar certo na família, que não me deixa ao menos dar errado. Meu maior medo é escutar uma música, entender a letra e faltar uma companhia para concordar comigo. Meu maior medo é que a metade do rosto que apanho com a mão seja convencida a partir com a metade do rosto que não alcanço. Meu maior medo é escrever para não pensar.
— Carpinejar (trecho de Pais e filhos maridos e esposas II)

Quando a gente conversa, contando casos, besteiras. Tanta coisa em comum, deixando escapar segredos. E eu não sei que hora dizer, me dá um medo, que medo. É que eu preciso dizer que eu te amo, te ganhar ou perder sem engano. É, eu preciso dizer que eu te amo, tanto…
— Eu preciso dizer que te amo. 

Não há quem não feche os olhos ao cantar a música favorita.
Não há quem não feche os olhos ao beijar, não há quem não feche os olhos ao abraçar.
Fechamos os olhos para garantir a memória da memória.
É ali que a vida entra e perdura, naquela escuridão mínima, no avesso das pálpebras.
Concentramo-nos para segurar a dispersão, para segurar a barca ao calor do remo.
O rosto é uma estrutura perfeita do silêncio. Os cílios se mexem como pedais da memória.
Experimenta-se uma vez mais aquilo que não era possível.
Viver é boiar, recordar é nadar.

— Carpinejar

Veja bem. Não tô dizendo que superei, as feridas estão comigo, servindo de baliza pra reconhecer esse lado quente e fresco das coisas. Mas eu preciso ir, não posso falar contigo agora. Tenho pressa de apertar o play. Dá licença? Então sai debaixo da minha sacada. E da próxima vez que sair na chuva, vê se antes aprende a se molhar.
— Gabito Nunes

Saudade não é um bom motivo para ter de volta as pessoas que você tratou com descaso enquanto estavam do seu lado.
— Gabito Nunes

+ ca-mou-fla-ge:
Eu amei aqui. Muito, muito bom. Parabéns pelo trabalho.

Obrigada, tesouro.

+ Anonymous:
Eu amo a frase que uma amiga me dise, tipo ela é bem ligada em poemas e tudo, e se baseia nas palavras desses homens, e do nada ela me falo assim. "Eu falo de amor como se realmente o sentisse" o nome dela é Stefani e eu amo ela :*

A frase é realmente bonita. Mas não fez sentido a ask. Enfim…

/Hélida

+ pseudo-psychology:
Oi genteeeee, seria muito encômodo divulgar essa ask? Vimos que várias pessoas pedem conselhos por ai, então fizemos esse tumblr de conselhos! Estaremos sempre a disposição de vocês, ok? Três beijos pra vocês!

Ok.

+ in-venta:
Teu tumblr é perfeito. Sem mais!

Nosso* tumblr. Obrigada.

/Hélida


1 2 3 4 5 »
Layout por:
silenciar